Vanessa Hashisaka - estética, saude, bem estar e empreendedorismo

Anatomia dos pelos

Anatomia dos pelos

Você sabia que em média, a cabeça de cada pessoa carrega aproximadamente 100.000 folículos pilosos. Algumas pessoas têm até 150.000. Na cabeça de um bebê, existem cerca de 1.100 folículos por centímetro quadrado.

Em média, a cabeça de cada pessoa carrega aproximadamente 100.000 folículos pilosos. Algumas pessoas têm até 150.000. Na cabeça de um bebê, existem cerca de 1.100 folículos por centímetro quadrado. Por volta dos 25 anos de idade, este número cairá para cerca de 600, mas o número varia de acordo com o tipo físico do indivíduo. Entre os 30 e 50, o número cai mais ainda, chegando em torno 250-300. Após essa idade haverá apenas uma ligeira queda (em região não afetada pela calvície). Em cada folículo cresce cerca de 20 novos cabelos (20 novos ciclos) durante a vida de uma pessoa. Cada novo cabelo cresce durante vários anos e pode chegar a mais de um metro de comprimento. Cada cabelo cai e eventualmente é substituído por um novo.

Existem dois tipos de pelos:

  • Pelo velo ou lanugo: são pêlos finos,"penugens";
  • Pelos terminais: são pêlos grossos, presentes no couro cabeludo (cabelo), barba, púbis e axilas.

Anatomia dos pelos

Como é a estrutura do pelo humano?

Os pelos desenvolvem-se em invaginações da epiderme denominadas de folículos pilosos. No fundo desse folículo, células são produzidas, empilhando-se e queratinizando-se. Essas células originam a conhecida haste pilar, que é formada pela cutícula, córtex e medula.

Cutícula 

É a camada mais externa do pelo e é formada por células que lembram escamas. Essas células são completamente queratinizadas e não possuem nenhum pigmento. A queratina nessa região é dura.

Córtex

É a camada intermediária, constitui cerca de 90% do peso do pelo e é formada por células epiteliais ricas em melanina, proteína que dá cor à pele e pelos. A queratina nessa região é dura.

Medula

É a parte mais central do pelo e está presente apenas em pelos maduros. Ela é formada por camadas de células grandes e sem núcleo. A queratina nessa região é mole.

Anatomia dos pelos

Onde os pelos sãos encontrados?

Os pelos sãos encontrados em praticamente todo o nosso corpo, sendo mais abundantes no couro cabeludo. Essas estruturas não estão presentes em nossos lábios, em algumas regiões genitais (lábios, pequenos lábios e glande), na lateral das mãos e pés e na palma da mão e na planta do pé.

Os folículos pilosos dos pelos que formam a barba e os cabelos são chamados de folículos terminais. Aqueles folículos que formam os pelos do restante do corpo são chamados de velus. Temos ainda folículos chamados de sebáceos, que produzem pelos tão pequenos que não são vistos na superfície.

Quais são as fases do ciclo biológico do pelo?

Os pelos sãos encontrados em praticamente todo o nosso corpo, sendo mais abundantes no couro cabeludo. Essas estruturas não estão presentes em nossos lábios, em algumas regiões genitais (lábios, pequenos lábios e glande), na lateral das mãos e pés e na palma da mão e na planta do pé.

Os folículos pilosos dos pelos que formam a barba e os cabelos são chamados de folículos terminais. Aqueles folículos que formam os pelos do restante do corpo são chamados de velus. Temos ainda folículos chamados de sebáceos, que produzem pelos tão pequenos que não são vistos na superfície.

Quais são as fases do ciclo biológico do pelo?

O ciclo de um pelo dura aproximadamente cinco anos e é dividio em três fases: crescimento, repouso e queda,mais conhecidas como : Anágena, Catágena, Telógena e Retorno a Anágena.

Anatomia dos pelos

Fase de Crescimento

Essa fase, conhecida também como fase anágena, é um período em que o pelo está sendo produzido continuamente na região do bulbo piloso. Essa etapa dura entre dois e seis anos.
Vale frisar que o comprimento do pelo é determinado geneticamente. Isso quer dizer que o cabelo de uma pessoa, por exemplo, pode não atingir um maior comprimento, uma vez que essa é uma característica genética, não existindo, nesse caso, “fórmula mágica” para o crescimento.

Fase de Repouso

Essa fase, também chamada de fase catágena, é um momento em que a atividade celular é reduzida e observa-se a atrofia do bulbo. Essa fase dura, em média, de duas a três semanas.

Fase de Queda

Essa fase é a etapa final, também chamada de telógena, e caracteriza-se pela queda do pelo. Nessa momento, o pelo solta-se do folículo, que está completamente atrofiado.

Após a queda do pelo, o ciclo inicia-se novamente. Vale destacar que a retirada do pelo influencia ativamente no ciclo biológico dessa estrutura.

A (o) depiladora (o) profissional estará em contato com a pele e por isso terá contato também com vários tipos de doenças.

  1. Ceratose pilar ou folicular: manifestação frequente, causada pela retenção da secreção sebácea, formando bolhas nas aberturas dos folículos pilosos.
  2. Estrias: Lesões decorrentes da degeneração das fibras elásticas da pele que ocorrem, por sua distensão exagerada ou devido a alterações hormonais. É comum o surgimento, durante a puberdade, em decorrência do crescimento acelerado nesta fase da vida, também na gravidez e na obesidade. Podem surgir em ambos os sexos.
  3. Foliculite: Infecção bacteriana do folículo piloso causado pela bactéria estafilococos. É apresentada com vermelhidão ao redor do ostio folicular com pus no centro, é contagiosa.
  4. Furúnculo: Infecção bacteriana dura da pele, que causa necrose (destruição) do folículo pilosebáceo. É causado pela bactéria estafilococos e inicia-se por um nódulo muito doloroso, vermelho, inflamatório endurecido e quente, centrado por pelo.
  5. Hidradenite: infecção bacteriana das glândulas sudoríparas apócrinas, caracteriza-se por um nódulo avermelhado e doloroso, semelhante a um furúnculo. A doença ocorre nas mamas, axilas, regiões perianal e pubiana, locais onde são encontradas glândulas sudoríparas apócrinas.
  6. Hirsutismo: é definido pelo crescimento excessivo de pelos terminais na mulher, predomina em locais como face, queixo, tórax e coxas, está ligado a problemas hormonais. Causa grandes aborrecimentos para algumas mulheres, especialmente nas jovens com repercussão de autoestima e estabilidade emocional.
  7. Melasma: Manchas marrom-claro ou escuro presentes na face, maça do rosto, testa, nariz, lábio superior e têmporas. Quando estas manchas ocorrem durante a gravidez, recebem denominação de Cloasma Gravídico.
  8. Psoríase: Apresenta-se em forma de pequenas manchas avermelhadas que descamam e podem coçar. Atinge com mais frequência ás regiões dos joelhos, cotovelos e couro cabeludo, em ambos os sexos. Está relacionada com problemas emocionais, portanto, não é contagioso.
  9. Vitiligo: Doença causada por despigmentação da pele. Manchas brancas de tamanhos e formas variadas, sensível ao sol e temperaturas altas, devem-se evitar a depilação.
Saiba Mais sobre Vanessa Hashisaka

Postado por: Vanessa Hashisaka

Vanessa Hashisaka nas redes sociais:

Esteticista, Cosmetóloga, Profissional em Depilação e Especialista na promoção da Saúde na Pele, atuante a quatorze anos na área da beleza, contribuindo com a “Saúde e o Bem Estar” de seus pacientes e alunos.

Deixe seu comentário aqui:

X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!